LIVRO: Laranja Mecânica – Anthony Burguess

Laranja Mecânica (A Clockwork Orange) é um livro horrorshow de ficção escrito por Anthony Burguess, a obra é considerada uma das mais importantes do gênero ficção científica, alcançando o patamar de clássico ao lado de “Admirável Mundo” novo e “1984”.

Escrito em 1962 o livro é narrado por Alex, um adolescente de 15 anos, líder de uma gangue de adolescentes cujo passatempo favorito é se drogar e praticar atos de violências, tais como: roubos, estupros e espancamentos. Todo esse comportamento foi inspirado pelo surgimento de diversos grupos “gangues” na época que a história foi concebida pelo autor.

Durante mais uma de tantas noites de ultra-violência, Alex e seus druguis (amigos) Pete, Georgie e Tosko vão ao Lactobar Korova tomar leite-com-tudo-e-mais-alguma-coisa antes de agir, porém, nesta noite o clima está bem estranho, pois após Alex ter dado um soco em Tosko aparentemente sem motivos, seus druguis parecem questionar a sua liderança.

Após certas discussões, Alex e seus druguis terminam a noite na casa de uma senhora com a pretensão de assaltá-la, porém, o que aparentava ser apenas uma noite de ulta-violência, revelou-se ser um plano de seus druguis para traí-lo, assim, após um acontecimento horrível, Alex é condenado a quatorze anos de prisão.

 – Não se pode evitar – disse o Dr. Branom. – Cada homem mata a coisa que ama, como dizia o poeta-prisioneiro. Talvez esteja aí o elemento de punição. O Diretor vai ficar contente.

Alex até tenta levar uma vida de bom moço na prisão, porém, a chegada de um novo detento que força a barra, acaba despertando a fúria controlada e velada de nosso narrador.

Em virtude de seu bom comportamento até então, Alex havia solicitado que lhe inserissem em um programa de que ele ouvira falar para que saísse logo da prisão e após o ocorrido com o novo detento, tanto a administração da penitenciária quanto o governo, decide que Alex é a cobaia perfeita para o teste do novo tratamento experimental chamada de Técnica Ludovico.

A Técnica Ludovico consistem em extinguir a maldade em um prazo de duas semanas e para isso submete a pessoa exposta ao tratamento a sessões diárias de tortura psicológica, Alex é exposto e no final das duas semanas é um novo homem, sem condições de praticar, pensar ou cogitar a prática de qualquer tipo de violência e então, é reintegrado a sociedade, que reagirá ao seu retorno de diversas formas.

Apesar da história não ser nova, quero evitar ao máximo dar spoilers aqui para não estragar a experiência de ninguém, pois a forma que a Técnica Ludovico é ministrada e as reações que a sociedade tem ao retorno de uma pessoa curada de toda a maldade e incapaz de exercê-la é algo que você precisa ler para crer.

“Laranja Mecânica” é uma obra extremamente imersiva não só pelo fato do narrador se dirigir ao leitor como um amigo e considerá-lo como o único amigo que lhe resta, mas, principalmente pelo estranhamento causado pela linguagem que é utilizada pelos personagens, que provem de uma mistura de inglês com russo e é chamada pelo autor de Nadsat. Há no final do livro um glossário com os significados de cada palavra desse novo vocabulário utilizado por Alex e seus druguis, porém, a intenção do autor nunca foi fornecer um glossário, ele queria causar esse estranhamento no leitor até que ele se acostumasse, entendesse por si só e também se visse como parte daquele universo.

A obra possui vários significados, tanto é um ensaio sobre o amadurecimento, sobre a caminhada da adolescência para a fase adulta, como também um ensaio sobre o live-arbítrio, a maldade, a bondade e o nosso senso de justiça deturpado.

Tudo isso é exemplificado em Alex que é a nossa laranja mecânica aqui, um organismo que está começando a se formar, amadurecer e acaba sendo fundido a um mecanismo inorgânico, que é justamente o contrário do que o personagem é em essência, para que ele consiga atingir uma adequação social que acaba não servindo de nada, pois a nossa sociedade é hipócrita. Todos esses questionamentos morais, éticos e filosóficos gerados pela leitura dessa obra, fazem de “Laranja Mecânica” um livro indispensável.

Quantos cafés com leite-com-tudo-e-mais-alguma-coisa “Laranja Mecânica” merece?

Um comentário sobre “LIVRO: Laranja Mecânica – Anthony Burguess

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.