#1AnoComH.P.Lovecraft: Janeiro

Esse ano, motivados pela vontade de conhecer mais a escrita de H.P. Lovecraft, eu e a Isa do Dicas da Isa, nos unimos ao Charlitto do Triplo Books para lançar um desafio de leituras coletivas mensais com obras do autor.

Para Janeiro selecionamos dois contos curtos, sendo eles, DAGON (1917) e O Forasteiro (1921), a discussão sobre esses dois contos já está disponível lá no grupo do Facebook, porém ainda dá tempo de ler os dois contos e debater conosco enquanto não damos início a leitura do conto de fevereiro, que será o famoso O Chamado de Cthulhu (1926). Sem mais delongas, darei agora as minhas impressões sobre essas duas primeiras leituras do nosso projeto!

“DAGON” foi um dos primeiros contos maduros escrito por Howard Phillips Lovecraft no ano de 1917. No conto, um narrador de nome desconhecido é feito de prisioneiro, porém, consegue fugir em um bote e acaba ficado um longo período à deriva, até o dia que acorda em terra firme, sem saber que a sensação de segurança transmitida por finalmente ter encontrado um pedaço de terra, seria destruída em pouco tempo por uma visão aterradora.

Sem dúvidas, essa foi uma excelente forma de começar a conhecer o trabalho do autor, em DAGON o leitor acompanha e sente todos os picos do misto de sensações de segurança e vulnerabilidade que o autor quis transmitir.

A leitura é uma verdadeira montanha-russa psicológica onde o autor nos dá uma falsa sensação de segurança para logo depois nos atirar em um abismo, as consequências psicológicas adquiridas pelo personagem após ver o ser primal agarrado ao monólito (escultura feita em uma peça única de pedra) inteiramente entalhado com figuras terríveis, são desastrosas. Espero do fundo do meu coração que H.P. Lovecraft não me deixe com medo de mar.

Senti-me nos limites do mundo, olhando para o caos insondável de uma noite eterna. Meu terror era atravessado por reminiscências do Paraíso Perdido e da terrível escalada de Satã pelos domínios da escuridão primordial.

“O Forasteiro” foi escrito em 1921 e publicado em 1926 e sem dúvida alguma é um conto surpreendente em vários aspectos.

Aqui também temos um narrador de nome desconhecido que não se lembra de ter passado momento algum de sua vida fora do castelo onde vive, um lugar escuro, onde ele vive só, tendo apenas ratos e baratas como companhia, até o dia em que ele decide subir até a torre mais alta e sair daquele lugar para ver o mundo lá fora e bem, talvez tivesse sido melhor para ele e para todos que cruzaram seu caminho se ele não tivesse jamais saído.

Além do conto ser instigante, interessante, tenso e definitivamente surpreendente em seu plot twist final, a obra também contém alguns traços auto-biográficos do autor, o que torna a leitura ainda mais interessante.

E, finalmente, decidi escalar essa torre, mesmo sob o risco de queda, já que era melhor vislumbrar o céu e perecer do que viver para sempre sem contemplar o dia.

Espero que esteja gostando do projeto e não é tarde para fazer parte dele, basta acessar o grupo do Facebook para companhar todos os detalhes, você também pode conferir mais detalhes das próximas leituras no meu post de divulgação do projeto e não se esqueça de utilizar a hashtag #1AnoComHPLovecraft em suas redes sociais para que possamos acompanhar a sua participação.

Grande abraço e até o próximo café!

7 comentários sobre “#1AnoComH.P.Lovecraft: Janeiro

  1. Ana Ramos disse:

    Eu preciso confessar uma coisa: Fiquei interessada em participar desse projeto aí depois de ler os comentários sobre os dois contos. Principalmente O Forasteiro, porque mexeu com a minha curiosidade. Pq o moço não podia ter saído do castelo?
    Fico intrigada com essas coisas Hahahaha
    Acho que eu já não consigo justificar um medo de algo que parece ser tranquilo… Tô sentindo que esse ano vai ser o ano do terror Hahahahaha
    Beijo, Luke!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para Lucas Moreira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.