HQ: Market Garden – Bruno Seeling

“Market Garden” é uma HQ nacional do quadrinista Bruno Seeling, lançada na CCXP de 2017 e publicada pela Editora Mino, o álbum reúne duas estórias, sendo a primeira delas “Blitzkrieg” lançada em 2016 de forma independente e indicada ao 29º Troféu HQMix, o “Oscar dos quadrinhos nacionais”, na categoria de Melhor Publicação Independente de Autor e a segunda inédita que dá o nome ao álbum.

Pude conhecer o quadrinista durante da CCXP 2017 e ele foi super atencioso, explicando um pouco sobre o seu trabalho, uma vez que eu não conhecia, e fazendo um autógrafo rápido e lindo no material que adquiri. Agora, depois de ler o trabalho do Bruno, já tenho certeza que ano que vem vou correr para a mesa dele no Artist’s Alley buscando novidades.

Como eu disse, o álbum é dividido em duas estórias, a primeira delas é “Blitzkrieg” e retrata a fase escolar dos personagens Bernardo, Daniel, Douglas e Marcos, um grupo de garotos comuns que adoram jogar videogame, andar de bicicleta e se reunir para confabular, porém, não são somente similaridades agradáveis que unem o grupo; em comum eles também tem Anderson em suas vidas, um valentão que comete bullying livremente na escola usando nossos personagens como alvo de suas brincadeiras desagradáveis.

Motivado pelo cansaço de apanhar, Daniel resolve convencer os amigos de um plano arriscado, se utilizar da estratégia militar conhecida como Blitzkrieg para se livrar de seu algoz. A estratégia em questão é uma espécie de guerra-relâmpago e é uma tática militar em nível operacional que consiste em unir forças móveis em ataques rápidos e de surpresa, com o intuito de evitar que as forças inimigas tenham tempo de organizar uma defesa.

O personagem, extremamente seguro de seu plano, encontra dificuldades para convencer os amigos, sendo Douglas o mais difícil deles e sem dúvidas o que mais rende risos durante a trama, sendo vendo o lado pessimista e encontrando e até mesmo colocando empecilhos para o seguimento do plano. Porém, com muito esforço, Daniel consegue mobilizar seus amigos contra Anderson, porém, eles não contavam com a reviravolta que lhes aguardava durante o ataque surpresa.

Dois anos depois do Blitzkrieg, temos a segunda estória “Market Garden”, onde mais uma vez o nosso grupo de amigos recorre ao uso de uma tática militar para alcançar seus objetivos, novamente com protestos de Douglas, que não demora a lembrá-los do que houve na primeira vez que tentaram usar uma tática militar.

O objetivo dessa vez é simples, ir até uma festa e levar cervejas, porém no dia posterior os nossos amigos precisam fazer a prova simulada para o vestibular e com toda a certeza seus familiares não vão nem cogitar permitir que eles saiam. Aqui temos Daniel menos seguro do que estava na primeira estória, pois aqui há um interesse amoroso que estará naquela festa e o tímido personagem reluta até o último instante, porém, diante da pressão dos amigos acaba cedendo e propondo o uso da tática militar.

A Operação Market Garden foi uma operação militar realizada durante a Segunda Guerra Mundial, seu objetivo tático era capturar uma série de pontes sobre os rios principais dos Países Baixos ocupados pelos alemães. Para isso, foram utilizadas tropas de pára-quedistas em larga escala, em conjunto com um rápido avanço de  unidades blindadas pelas estradas, a fim de atingir o propósito estratégico de permitir que os Aliados pudessem atravessar o Reno, a última grande barreira natural a um avanço sobre à Alemanha. Você quer saber como os nossos amigos utilizam essa tática para conseguir driblar os pais, comprar cervejas e chegar até a festa? Você precisa ler “Market Garden”!

O traço de Bruno é lindo pra caramba, o trabalho é rico em detalhes nas cenas, principalmente as que ocorrem dentro do quarto dos garotos, onde é possível identificar várias referências ao mundo nerd. A colorização toda tons de cinza torna o material ainda mais interessante e casa muito bem com o clima do quadrinho.

“Market Garden” é divertido e sem dúvida um prato cheio para quem gosta de “Stranger Things” ou qualquer aventura infantil daquelas típicas do autor Stephen King, como “Conta Comigo” por exemplo; aqui a amizade dos guris é o foco e é bem divertido acompanhar as desventuras mirabolantes desse quarteto/quinteto que sem dúvida alguma já mora aqui no meu coração nerd. Que venham mais estórias em breve, pois estou curioso para saber qual será a próxima tática militar utilizada pelos garotos.

Quantos cafés “Market Garden” merece?

Um comentário sobre “HQ: Market Garden – Bruno Seeling

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.