CINEMA: O DESTINO DE UMA NAÇÃO

“O Destino de Uma Nação” (Darkest Hour) é um drama biográfico histórico dirigido por Joe Wright e escrito por Anthony McCarten, o longa que está concorrendo ao Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Design de Produção, Melhor Fotografia, Melhor Figurino e Melhor Maquiagem e Cabelo, conta com atuações de Gary Oldman, Lily James e Kristin Scott Thomas.

Na trama que acontece durante o início da Segunda Guerra Mundial, o mais novo primeiro-ministro britânico Winston Churchill (Gary Oldman) inserido nesse cargo em um momento crítico para o Império Britânico, precisa decidir se deve negociar com o ditador Adolf Hitler ou lutar até o fim pelo destino da Europa Ocidental, porém, encontra diversas dificuldades para ter seu ponto de vista compreendido por seu Conselho de Guerra e pelo próprio Rei George VI (Ben Mendelsohn).

Se você considera dramas históricos extremamente chatos de se assistir, recomendo fortemente que dê o braço a torcer e confira esse trabalho de Joe Wright. A direção do longa colabora e muito para que o filme corra naturalmente, o jogo de câmeras e a câmera que segue os personagens pelos cômodos e te dá uma impressão de estar ali no meio do Conselho de Guerra de Churchill, esses e outros elementos fazem de “O Destino de uma Nação” um filme gostoso de se acompanhar, é basicamente aquilo que experimentamos na escola quando temos um professor que realmente gosta daquilo que está ensinando e torna a aula prazerosa.

Mas não é somente a direção que está afiada aqui, o roteiro de Anthony McCarten é muito bem escrito, ele têm diálogos incríveis e discursos sensacionais, é óbvio que este é um longa focado em diálogos e o roteirista soube muito bem mesclar momentos mais tensos com momentos sutis e vulneráveis, impedindo que o filme ficasse chato e extremamente carregado, as palavras ditas aqui são muito bem colocadas e deleitosas de se acompanhar.

A fotografia desse filme e a trilha sonora só enaltecem todo o trabalho da direção e dos atores, além de evocar muito bem o momento histórico retratado pelo filme. Direção, roteiro, trilha sonora e fotografia aqui estão extremamente bem conectados!

Incrível também é a atuação do irreconhecível Gary Oldman, que apesar de precisar utilizar próteses e muita maquiagem para ficar parecido com Churchill, consegue entregar uma atuação fantástica sem, em nenhum momento, se apoiar apenas no trabalho de maquiagem; fica muito claro aqui que Gary Oldman some em cena para dar lugar a Churchill. Com toda a certeza o longa merece todas as indicações que levou ao Oscar desse ano, o trabalho de maquiagem é excelente, o design de produção é luxuoso e a montagem é ágil e dinâmica.

As atrizes Kristin Scott Thomas, que interpreta Clemmie, a mulher de Churchill e Lily James que interpreta Elizabeth Layton, a datilógrafa do primeiro-ministro, também estão excelentes em seus papeis, sendo a primeira a que mais possui destaque. Também não posso deixar de citar que Ben Mendelsohn está incrível como Rei George VI.

“O Destino de Uma Nação” é um drama histórico biográfico gostoso de se acompanhar, com atuações incríveis, roteiro bem feito, direção afiada e uma sincronia absurda de qualidade em praticamente todos os elementos que o compõe. O longa perde um pouco ao tentar manipular a emoção do público em algumas cenas, mas pelo menos aqui, isso é feito de forma compreensível e menos carregada como o que ocorre em “The Post: A Guerra Secreta”, felizmente não é nada que estrague a experiência de acompanhar essa aula de história extremamente bem feita.

Se você também gostou de “O Destino de uma Nação” recomendo que assista ao também concorrente ao Oscar “Dunkirk”, que vai mostrar um outro lado da Operação Dínamo trazendo às telas o desespero dos soldados cercados em Dunkirk.

Quantos cafés “O Destino de uma Nação” merece?

2 comentários sobre “CINEMA: O DESTINO DE UMA NAÇÃO

  1. Fabrizio Oliveira disse:

    Gosto das histórias que contam os filmes porque são muito interessantes, podemos encontrar de diferentes gêneros. De forma interessante, o criador optou por inserir uma cena de abertura com personagens novos, o que acaba sendo um choque para o espectador, que esperava reencontrar de cara as queridas crianças. Desde que vi o elenco de O Destino de uma Nação imaginei que seria uma grande produção, já que tem a participação de atores muito reconhecidos, pessoalmente eu irei ver por causo do atriz Lily James, uma atriz muito comprometida (pode ver os Melhores Filmes 2017 são uma ótima opção para ver), além disso, acho que ele é muito bonito e de bom estilo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.