CINEMA: JURASSIC WORLD – REINO AMEAÇADO

“Jurassic World: Reino Ameaçado” é a sequencia do “requel” que da famosa franquia cinematográfica de Steven Spielberg que aqueceu o coração de muitos jovens nerds, eu inclusive, nos anos 90. O novo longa é dirigido por J.A. Bayona, famoso por trabalhos cujos quais particularmente gosto bastante: The Orphanage (2007), The Impossible (2012) e A Monster Calls (2016).

Owen (Chris Pratt) e Claire (Bryce Dallas Howard) retornam à ilha Nublar para salvar os dinossauros restantes do inativo parque “Jurassic World”, pois um vulcão está prestes a entrar em erupção ameaçando extinguir novamente a espécie do planeta. O problema é que nem todos os envolvidos na missão de resgate estão interessados apenas em salvar a espécie e então, uma conspiração envolvendo uma nova raça de dinossauro e o uso dos mesmos para fins militares ameaçam não só a vida dos dinos como a segurança de todo o planeta.

A premissa do longa é bem simples assim como o seu roteiro que recorre muitas vezes à formula dos longas anteriores e soluções mirabolantes para resolver os problemas, quando tenta inovar em alguns quesitos acaba soando piegas, há um grande problema aqui no desenvolvimento dos personagens, Owen não evolui em nada do filme anterior para este enquanto Claire parece ter sido acometida por um milagre ou advertida pelo anjo da redenção e militância, esse desequilíbrio é bem estranho, poderiam ter evoluído os dois personagens de forma mais natural ao invés de manter um personagem estagnado e outro com uma mudança extrema e de certa forma inexplicável.

Além desse problema grave do roteiro e da falta de desenvolvimento dos personagens, ou pelo menos desenvolvimento de uma forma verossímil, temos a adição de personagens secundários que pouco acrescentam à trama, um em particular chegou a me irritar, pois sua única função no longa era gritar o mais agudamente possível. Mas calma, nem tudo é ruim aqui e o filme não é a bomba que estão falando por aí, chega até a ser melhor que sua primeira tentativa.

A sequência inicial do filme é maravilhosa e o clima de tensão que ela possui é sentido durante todo o longa, conseguiram resgatar aqui o senso de ameaça que o primeiro filme não conseguiu, você teme tanto pelos dinossauros, quanto pelos humanos. Todas as cenas que ocorrem dentro do casarão são extremamente tensas e me fizeram ficar grudado na cadeira do cinema sem soltar a respiração por certo tempo, por falar em tempo, o filme flui bem e não fica cansativo, quando ele termina você fica com aquela sensação de “mas já?” o que é um grande acerto para esse tipo de filme que claramente mira mais em uma “Sessão da Tarde” do que em uma “Tela Quente”.

Os dinossauros estão incríveis aqui, a mistura de animatrônicos com efeitos digitas tornam as criaturas muito mais críveis do que no primeiro longa, há textura, curvas e muitos detalhes nas peles das criaturas que nem de longe possuem o aspecto borrachudo e de bonecão digital. A fotografia aqui também está bem bonita, coisa que já era no longa anterior, porém o maior exito do longa continua sendo a direção de J.A. Bayona que apesar dos pesares conseguiu entregar um bom trabalho, nada superior aos seus trabalhos anteriores, mas bem superior ao trabalho executado no longa anterior de Colin Trevorrow.

“Jurassic World: Reino Ameaçado” é uma evolução em frente ao seu antecessor, porém, ainda não é uma evolução perto da trilogia clássica, que também possui muitos defeitos, a direção aqui é competente, mas o roteiro ainda é bem falho. O longa consegue dar aquele quentinho no coração para aqueles que gostavam do clima de maior suspense e até de terror dos filmes clássicos, mas não consegue ultrapassar o sentimento de nostalgia em nenhum momento, pois não inova e quando tenta inovar faz besteiras esquecíveis e absurdas.

Observações: Não precisa ficar para a cena pós-créditos, sério, é dispensável. Sim, deram botas para Claire correr dessa vez e fazem questão de enquadrar os pés dela diversas vezes para deixar bem explícito que ela não está correndo de salto alto.

Quantos cafés “Jurassic World: Reino Ameaçado” merece? Eu daria 3,5 por conta do roteiro, porém, como me diverti com o filme…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.