JULHO NACIONAL: A CASA DOS PESADELOS – MARCOS DEBRITO

“A Casa dos Pesadelos” é a publicação mais recente do escritor e cineasta Marcos Debrito e seu quarto livro publicado, contudo, foi com este que tive meu primeiro contato com a escrita do autor. Lançado pela Faro Editorial, o próprio autor declarou que esta obra é uma excelente forma de introdução às suas obras.

Tiago é um adolescente de dezesseis anos introspectivo que não sabe lidar muito bem com suas emoções, sentimentos e com as pessoas ao redor; ele busca na terapia um solução para todos esses problemas decorrentes de um trauma do passado. Há dez anos, durante uma visita à casa de sua avó, o então garoto, avistou um monstro terrível se aproximando de seu quarto e essa visão continuou assombrando a sua vida e gerando consequências não somente para ele, mas para todos que o cercam.

Na cabeça enorme, de pele verdosa e enrugada, o rosto tinha a aparência de um cadáver inchado em putrefação, com as órbitas carcomidas pelos vermes que deixaram nada além do vazio nas cavidades oculares, fundas e negras.

Aconselhado pela psicóloga como forma de tentar superar de vez o trauma que tanto lhe atrapalha a vida, Tiago volta com sua mãe Laura e seu irmão mais novo Bruno para a casa de sua avó Célia; tanto a terapeuta quanto sua mãe acreditam que por estar mais velho, o adolescente vai acabar constatando que a aterradora visão não era nada além de um artifício de sua mente jovem e que na realidade não há nada a temer e assim seu trauma será finalmente superado, por meio do enfrentamento do medo e a constatação de que tudo não passou de um pesadelo.

Munido de toda a sua pouca coragem e a vontade de se ver livre de seus traumas, Tiago se força a enfrentar seu medo da maneira que pode, contudo é notável que ele não conseguirá fazer isso sozinho, por isso, sua avó Célia se empenha em fazer com que o garoto se abra sobre o ocorrido, porém por mais que ele se esforce, ainda é uma tarefa hercúlea sequer falar sobre a tal noite; Laura resolve poupar seu filho de verbalizar o ocorrido, contando tudo para Célia e o filho mais novo durante um jantar, causando ainda mais desconforto ao despertar o medo no filho mais novo a descrença em Célia e o ressentimento em Tiago.

No entanto, por mais que o avanço da idade se empenhasse em lhe aplacar a fantasia, a memória poluída pelos relances da criatura noturna em seu quarto o impedia de negá-la por completo. Não pareciam lembranças de um pesadelo horripilante, mas de algo real que ainda provocava arrepios.

Aos poucos o autor vai criando uma atmosfera de suspense e medo, o leitor teme o que pode vir a encontrar pelos corredores da antiga casa de Célia, teme pela saúde mental de Tiago e sua mãe desesperada para ver o filho livre dos traumas e também do vício que adquiriu para tentar abstrair os fantasmas de sua mente e também teme pela vida de Bruno, o garoto mais novo que como se não bastasse o ambiente no qual está inserido, também sofre de asma e precisa constantemente de broncodilatadores que por sinal estão acabando.

Como se não bastasse, ainda surge um mistério dentro do mistério maior, pois na casa há um quarto proibido, onde Tiago acredita residir a resposta para a criatura que perambula nas sombras dos corredores da casa durante a noite.

Marcos brinca aqui com os clichês das histórias de casas mal assombradas, constantemente quebrando a expectativa do leitor que ousa tentar adivinhar o que está por vir, eu particularmente tinha muita desconfiança acerca de uma personagem específica, pois na medida que a estória avançava, a personagem apresentava sinais estranhos e até verbalizava coisas suspeitas demais para uma pessoa inocente, porém, nada ali me preparou para o que o autor criou no final da obra.

O desfecho da obra é algo completamente inesperado e me fez ficar de boca aberta literalmente, pois eu simplesmente não acreditava naquilo que estava lendo. O autor se utilizou de um artifício bem ao estilo Lovecraft para elucidar o mistério envolvendo a criatura na casa de Célia e só por fazer isso já ganhou meu coração de leitor pela vida inteira e, sem dúvida alguma, a minha curiosidade por ler mais obras de sua autoria.

Além do conteúdo do livro ser incrível, ele foi concebido com um trabalho gráfico esmerado, com ilustrações medonhas e divisão de linhas temporais com coloração de páginas diferentes, esse também é o meu primeiro contato com uma obra publicada pela Faro Editorial e assim como acontece com o autor, ela ganhou mais um fã.

“A Casa dos Pesadelos” é um excelente livro de mistério, suspense e realismo fantástico, a escrita de Marco Debrito é instigante, ritmada e demonstra um vocabulário rico, além disso, é notável o amor que o autor tem não só pela arte de escrever e contar histórias, mas também pelo gênero do terror, pois não se escreve uma obra tão boa assim sem muita pesquisa e conhecimentos prévios. O amor que Marco Debrito tem pelo seu trabalho é tão explícito que uma das aterrorizantes ilustrações que compõem o livro foi criada a partir da foto de seu filho dormindo, mal posso esperar para comprovar um pouco mais desse amor conferindo as outras obras do autor!

Gostou da resenha? Você pode adquirir o livro pelo link do blog, ler um livro incrível e ainda colaborar com o blog ;D

Quantos cafés “A Casa dos Pesadelos” merece?

9 comentários sobre “JULHO NACIONAL: A CASA DOS PESADELOS – MARCOS DEBRITO

  1. Ana Ramos disse:

    Taí um livro de terror que eu leria! Fiquei bem curiosa e ouço você, Isa e Luciano do Academia falarem muito bem desse autor. Vou ver se o Luciano tem esse para me emprestar Hahahahaha
    Nada mal começar com um autor da nossa terrinha, né?

    Curtir

Deixe uma resposta para Lucas Moreira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.