SETEMBRO POLICIAL: COLEGA DE QUARTO – VICTOR BONINI

“Colega de Quarto” (2015) é um romance policial contemporâneo e primeira obra lançada pelo jornalista e autor paulista Victor Bonini, que recentemente lançou seu segundo romance “O Casamento”, ambos publicados pela Faro Editorial.

Eric Schatz, carioca que se mudou para São Paulo por conta do curso universitário, começa a perceber indícios de que há mais alguém frequentando o seu apartamento de luxo localizado em Higienópolis. Um par de chinelos aparece em baixo da cama do quarto de hóspedes, uma escova de dentes aparece ao lado da sua e durante a noite, o micro-ondas é ligado sozinho. Barulhos estranhos denunciam a presença de alguém.

Inicialmente, o universitário atribuí os acontecimentos à uma brincadeira de mal gosto dos amigos, porém, conforme os eventos se intensificam e, num final de tarde, Eric enxerga o vulto do colega de quarto entrar em seu apartamento pela porta da frente, ele percebe que talvez tenha tratado o assunto de forma leviana e passa a crer talvez haja algum problema de ordem psicológica.

Desesperado, o rapaz vai atrás de Doutor Armando, um psicólogo, porém, não tem muito sucesso em sua empreitada, uma vez que por ter muito dinheiro, quer respostas imediatas e não está disposto a enfrentar diversas sessões para descobrir o que está ocorrendo. Como último recurso, corre trás de Conrado Bardelli, um detetive particular. Em menos de 24 horas após seu encontro com BardelliEric despenca da janela do seu apartamento.

Naquela mesma manhã o Delegado Wilson, amigo do detetive particular, aparece no escritório de Bardelli com um caso intrigante de um jovem herdeiro da maior editora do Brasil que se suicidou, ao ligar os pontos, o detetive particular identifica o suicida como seu último cliente, o jovem que apareceu em seu consultório menos de 24 horas atrás desesperado por ajuda, mas sem paciência para ser ajudado e despejando a imponência e petulância característica daqueles que acham que podem comprar tudo com dinheiro.

Movido pela curiosidade e um pouco pela culpa de não ter conseguido ajudar o jovem, Bardelli vai até a cena do incidente e alguns elementos começam a apontar que o aparente suicídio pode esconder na verdade um homicídio.

Assim, o detetive particular começa suas investigações sondando o duvidoso caráter do Sr. Gustavo, o porteiro do condomínio de luxo, os amigos “brincalhões” de Eric, Dênis e Zeca e sua até então namorada Michelle. Enquanto avança em suas investigações, mais confuso o caso fica, mais suspeitos e pessoas relacionadas à Eric começam a aparecer e reforçar a certeza de que o rapaz não teria motivos e nem o perfil de um suicida.

Em seu livro de estreia, Victor constrói uma estória intrigante repleta de personagens de caráter duvidoso e um caso curioso que começa com certo ar sobrenatural e revela-se algo bem diferente e criativo. Com toda a certeza, a profissão de jornalista foi um fator que ajudou na escrita do livro, pois além de fluída, a narrativa é bem construída e não deixa pontas soltas, o livro proporciona uma leitura gostosa e bem rápida, concluí a leitura em dois dias.

O detetive particular que lidera as investigações do caso Eric Schatz é construído de forma correta, ele é um personagem bem humano, não há nenhum indício de dedução super poderosa ou qualquer outra coisa do tipo, Conrado é um detetive que faz bem o seu trabalho, embora cometa alguns deslizes, mas como eu disse, o personagem é humano e o ser humano comete erros, espero ver mais do detetive em breve.

Por falar em erros humanos, apesar de tantos pontos positivos, a obra não chega a ser perfeita, há um ponto que me gerou incomodo. Eu particularmente não gosto quando autores se utilizam de estereótipos na construção de personagens, principalmente quando os estereótipos não são muito saudáveis, espero que as impressões que tive quanto ao arco do síndico do condomínio não reflitam à visão do autor da realidade.

“Colega de Quarto” é um romance policial envolvente, bem escrito, intrigante e repleto de reviravoltas, características intrínsecas ao gênero. É um grande êxito que o autor tenha feito um trabalho tão bom em seu livro de estreia e com toda a certeza lerei seu mais novo lançamento “O Casamento” em breve.

Se você gostou da estória e da resenha, você pode adquirir a obra na loja da Amazon pelo link do blog e colaborar com o meu trabalho.

Quantos cafés “Colega de Quarto” merece?

11 comentários sobre “SETEMBRO POLICIAL: COLEGA DE QUARTO – VICTOR BONINI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.