LIVRO: A PEQUENA CAIXA DE GWENDY – STEPHEN KING E RICHARD CHIZMAR

“A Pequena Caixa de Gwendy” é uma novela escrita por Stephen King em co-autoria com Richard Chizmar. Com tradução de Regiane Winarski, o  livro lançado pela Editora Suma conta com ilustrações de Keith Minnion e capa de Ben Baldwin em uma edição bem bonita em capa dura.

Na trama desnecessariamente ambientada em Castle Rock, Gwendy Petterson é uma garota de 12 anos que todos os dias sobe as centenas de degraus da Escadaria Suicida, não objetivando chegar em algum lugar, mas sim se livrar de algo.

O bullying já foi um tema bem recorrente nas obras do autor Stephen King, assim como personagens infantis lindando com situações que exigem um nível de maturidade que sequer alguns adultos conseguem alcançar e aqui, mais uma vez, o autor aborda o tema empoderando a vítima.

Gwendy precisa perder peso, não por vontade própria, estética ou problemas de saúde, a garota precisa emagrecer para se livrar do peso do bullying. Em uma dessas suas incursões matinais em sua luta contra a balança, a garota encontra Richard Farris, um homem misterioso trajado de preto (soa familiar leitores de King?) que lhe oferece uma oportunidade de livrar-se do seu problema, essa oportunidade vem em forma de uma caixa com alguns botões e duas manivelas.

Farris não explica as funções e implicações da caixa direito, mas informa Gwendy de que ela fornece um chocolate por dia, doce que lhe conferirá uma sensação de saciedade e a ajudará a emagrecer, eventualmente a caixa também concede à portadora uma moeda de prata rara, mas não é apenas um objeto que concede maravilhas, a caixa também pode ser bem perigosa. Em seu topo há botões, botões que escondem segredos terríveis e que não devem ser acionados. Apesar de relutante, Gwendy aceita o presente e acaba descobrindo que os chocolates funcionam, que desde o momento que ela trouxe a caixa para casa, seus pais pararam de brigar e suas notas ficaram cada vez mais altas sem nem precisar se esforçar com os estudos.

As maravilhas da caixa são ofuscadas quando Gwendy aperta um botão e provoca algo terrível, a partir disso, ela começa a tentar evitar o objeto a todo custo, mas a caixa não a deixará em paz assim tão fácil.

As páginas de “A Pequena Caixa de Gwendy” voam, a leitura é rápida, ágil e os autores não perdem tempo aprofundando muito ou dando muitos detalhes, o que é um ponto positivo, mas também um ponto negativo para a obra que ganha agilidade e perde substância. A ambientação em Castle Rock é bem desnecessária, essa é uma das cidades mais icônicas do autor e não possui função alguma nessa trama e os segredos da caixa não são completamente revelados, deixando a impressão que faltou alguma coisa, mas hey, o livro não é ruim!

A novela escrita por King e Chizmar é muito intrigante, acompanhamos uma garota passar por diversas fases e sempre com uma tentação em forma de caixa nas mãos, podendo praticar certas ações e se controlando para não fazer outras, mantendo a curiosidade em rédea curta, mas às vezes perdendo feio e derrapando em situações de raiva, rancor e decepção. Essas derrapagens fazem com que a personagem cresça na história e passe a se importar menos com a percepção alheia ao seu corpo ou atitudes e conforme encontra auto-aceitação, a vida vai ficando mais fácil. Bem, mais fácil na medida do possível, pois você sabe né, quando King entrega um artefato que realiza grandes desejos, as consequências também costumam ser grandiosas e nem sempre para o lado positivo.

“A Pequena Caixa de Gwendy” é uma história bem curtinha, ágil e fora da curva para a complexidade das histórias escritas por King, mas não deixa de ter o brilho, a magia e o poder da escrita do mestre, a obra entretém e a leitura é bem divertida. Eu estou bem curioso pela sequência que terá apenas autoria de Richard Chizmar, contando que hajam mais explicações e uma expansão daquilo que ficou faltando no primeiro volume, mas se não acontecer também, tudo bem, espero que ao menos seja tão divertida quanto.

Quantos cafés “A Pequena Caixa de Gwendy” merece?

Um comentário sobre “LIVRO: A PEQUENA CAIXA DE GWENDY – STEPHEN KING E RICHARD CHIZMAR

  1. RODRIGO LUCAS disse:

    Stephen King experimentando. Não sabemos se ele escreveu Gwendy antes de Elevation, se sim, ele conseguiu depois de Gwendy escrever uma obra curta e mais elaborada.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para RODRIGO LUCAS Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.