JULHO NACIONAL: A BICICLETA – ROBERTO FIDELI

“A Bicicleta” é um conto do autor e jornalista Roberto Fideli, lançado de forma independente pela Agência Magh, que também publicou outros de seus trabalhos como o conto “A casa bem assombrada” presente na coletânea “Histórias mais ou menos assustadoras” e “SIA está esperando” presente na coletânea “Vislumbres de um futuro amargo”.

Apesar do conto ter sido lançado este ano, essa foi a primeira história escrita pelo autor, que acabou deixando o projeto de lado por alguns anos até que decidiu revisitá-lo, revisá-lo e finalmente publicá-lo. Em sua nota de agradecimentos na obra, o autor diz que espera que a decisão de ter tirado esse projeto da gaveta tenha sido boa e, antes de falar sobre as minhas impressões, deixo bem claro aqui que sim, foi uma ótima ideia.

Daniel é um piloto de caça-estelar da Frota Estelar da Terra em uma das muitas missões de combate aos Allakianos, uma espécie alienígena que não é muito human-friendly. Conhecemos o protagonista em uma situação bem complicada, apesar de conviver constantemente com a sombra da morte pairando sobre si e tentando tratar esse assunto com naturalidade para não pirar, é quase impossível controlar os nervos quando sua nave é destroçada por uma nave inimiga e você é ejetado no espaço apenas com seu traje e o parco suprimento de oxigênio que ele armazena.

Em situações complicadas também estão o jovem Bruno e a jovem Aurora, porém, aqui na Terra. Bruno é um rapaz que acaba de ganhar uma bicicleta de presente de seu tio e sofre um acidente bem grave quando estava seguindo para a casa dos amigos, já Aurora temendo pelas represálias de seu pai, sobe no telhado de casa para resgatar a pipa de seu pai que ficou presa e acaba caindo de uma altura considerável.

Esses três personagens vão se entrelaçar de alguma forma, Daniel flutuando no espaço e concentrado em não desperdiçar oxigênio começa a ter visões de uma festa de aniversário e uma bicicleta azul, assim como Bruno no banco traseiro da caminhonete branca que o atropelou começa a se ver perdido na imensidão do espaço.

Quando Daniel inesperadamente é resgatado pela tripulação de uma nave inimiga e submetido à uma máquina chamada Indutor do Sono, as coisas começam a ficar mais claras para todas as partes e o que todos eles farão com uma nova descoberta influenciará nos rumos de ambas as espécies para sempre.

A história se constrói de forma bem cadenciada, as revelações são entregues sem pressa e a cada nova descoberta, a história vai se transformando e conduzindo o leitor para um caminho inesperado, porém bem definido desde o primeiro parágrafo do conto. Eu já havia gostado bastante da escrita do autor no conto “A casa bem assombrada” e aqui eu gostei ainda mais, a escrita do Roberto é dotada de uma mistura de sensibilidade e melancolia que me fisgou desde o primeiro contato.

“A Bicicleta” é um conto que toca em assuntos que não gostamos de pensar sobre, assim como o personagem central, evitamos pensar na morte e em suas ramificações mesmo sendo a única coisa da qual temos certeza que iremos enfrentar. Fideli nos entrega uma história emocional no ponto certo, com peso, densidade e uma gota de esperança bem colocada, é sem dúvidas um novo nome na literatura para ficar de olho.

Gostou das minhas impressões sobre o conto? “A Bicicleta” está disponível na Amazon em formato digital, assim como suas histórias presentes nas coletâneas “Histórias mais ou menos assustadoras” e “Vislumbres de um futuro amargo”.

Quantos cafés “A Bicicleta” merece?

3 comentários sobre “JULHO NACIONAL: A BICICLETA – ROBERTO FIDELI

Deixe uma resposta para RODRIGO LUCAS Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.