MÊS DO HORROR: THE RENTAL

“The Rental” (Vigiados) é um thriller dirigido por Dave Franco, que também assina o roteiro ao lado de Joe Swanberg e Mike Demski, lançado neste ano e disponível na plataforma de streaming Prime Video.

Na trama, dois casais decidem alugar uma casa afastada para curtir um final de semana longe das preocupações cotidianas. Charlie (Dan Stevens) e sua parceira Michelle (Alison Brie) convidam Josh (Jeremy Allen White) e Mina (Sheila Vand) para curtir esse final de semana juntos, Josh é irmão de Charlie e Mina, além de cunhada, é sócia de Charlie.

Charlie não se dá muito bem com seu irmão, o temperamento dos dois são bem diferentes, ele não entende como uma mulher brilhante como Mina se relacione com alguém tão instável quanto Josh, até mesmo Josh reconhece que Mina é areia demais para o seu caminhãozinho, uma vez que seu histórico de vida até ali não é dos mais bonitos, mas a partir dela e por ela, Josh começou a tentar se consertar.

A casa alugada pelos quatro é tudo que eles poderiam querer para um final de semana de relaxamento e diversão, isolada, próxima à praia e com opções de trilhas próximas, porém nem tudo são flores. Mina havia tentado alugar essa mesma casa pouco antes de Charlie conseguir, porém sua reserva foi negada, ela crê que a recusa tenha sido motivada por preconceito e decide questionar o locatário na primeira oportunidade, o que acaba por gerar um clima tenso entre o grupo e o locatário Taylor (Toby Russ).

Com esse stress contido superficialmente, os quatro tentam relaxar e curtir o final de semana, mas acabam se perdendo nas camadas de mentiras também mantidas sob a superfície. Mina e Charlie possuem uma química e uma tensão sexual perceptível desde a primeira cena dos dois juntos e isso não fica apenas na suspeita, ou na vontade, o que acaba se complicando quando Mina descobre uma micro câmera instalada no chuveiro do banheiro onde, na noite anterior, eles consumaram seus desejos contidos.

Divididos entre denunciar o locatário pervertido e o risco de serem desmascarados por ele para os seus respectivos parceiros, o que daria em um programa divertidíssimo do “Casos de Família”, Charlie convence Mina a mentir e se controlar até o dia seguinte, quando o final de semana acabará e eles poderão voltar para suas vidas comuns deixando esse deslize para trás. Mas assim como agir normalmente sabendo que estão sendo vigiados por um pervertido e provável psicopata?

Divertido, tenso e engatilhador para pessoas que moram de aluguel ou tem o costume de alugar casas para fugir da rotina, “The Rental” foi uma ótima surpresa no catálogo da Prime Video, ele não é um filme inovador, não é um filme que vai te fazer pular da cadeira com sustos, ele é um daqueles filmes que te deixa tenso e curioso pelo destino dos personagens, que vai se complicando na medida que eles tomam as atitudes mais impulsivas e desesperadas que poderiam tomar.

“The Rental” é um daqueles filmes para assistir com um balde de pipoca, xingando os protagonistas, eventualmente torcendo para um ou outro morrer nas mãos do assassino e também um filme que nos faz refletir sobre os perigos de decidir se isolar em uma casa isolada comandada por um locatário duvidoso, é um entretenimento muito bom para quem curte thrillers com psicopata misterioso matando todo mundo que vê pela frente e a conclusão do longa além de inesperada, pode te deixar meio paranoico procurando câmeras pela casa.

Quantos cafés “The Rental” merece?

Um comentário sobre “MÊS DO HORROR: THE RENTAL

Deixe uma resposta para RODRIGO LUCAS Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.