CONTO: NADA É TÃO ROMÂNTICO QUANTO O FIM DO MUNDO – J. VENEGAS ÁLVARES

“Nada é tão romântico quanto o fim do mundo” é um conto de fantasia urbana escrito pela autora J. Venegas Álvares, publicado hoje pela editora Dame Blanche, com arte de capa de Johnatan Marques.

“Também sou, em geral, bastante covarde, o que é uma habilidade essencial para se sobreviver a um apocalipse. Quem tem coragem, se arrisca. E morre.”

Gustavo sempre foi apaixonado por seu vizinho Thales, mas duas coisas o impedem de falar sobre o assunto. Primeiro: ele não tem ideia se o sentimento é correspondido. Segundo: tem um apocalipse zumbi acontecendo na cidade. Agora, os dois viajam juntos pelo fim do mundo, tentando escapar dos mortos-vivos enquanto Gustavo toma coragem para confessar seus sentimentos antes que algo mais aconteça. Afinal, fugir de zumbi é difícil, mas você já tentou se declarar para o crush?

Foi necessário acontecer um apocalipse zumbi causado pela descoberta de um príon congelado há milhares de anos para que Gustavo finalmente de aproximasse de Thales. A covardia de Gustavo sempre o manteve afastado do seu vizinho, mesmo que em seus sonhos Thales seja o príncipe protagonista há bastante tempo.

Inevitavelmente os caminhos dos dois se cruzam, afinal, eles moram no mesmo prédio e parecem ser os únicos sobreviventes do apocalipse zumbi por ali, pois viver em meio à zumbis é bem mais seguro em dupla do que sozinho. Bem, talvez Thales sobrevivesse tranquilamente sozinho, Gustavo já teria virado comida de zumbi.

Gustavo não tem vergonha de se confessar medroso e covarde, Thales precisa cortar um dobrado para se manter vivo e impedir que o parceiro de apocalipse acabe virando marmita de morto-vivo. Com toda a paciência do mundo, Thales ensina Gustavo a manejar uma enxada  para acabar com os zumbis, enquanto ambos tentam encontrar mais sobreviventes pela cidade. Essa paciência, atenção e preocupação que Thales demonstra fazem com que Gustavo se apaixone mais a cada dia.

A insegurança de Gustavo não vem apenas da característica de ser um covarde, ele está certo, ou quase certo de que Thales é heterossexual, afinal, um dos seus filmes prediletos é “O Poderoso Chefão” e ele usa sapatênis, bem…provavelmente hétero.

Eu me diverti demais lendo essa história, Gustavo é muito engraçado em sua covardia e em suas atitudes de auto sabotagem, o conto mescla muito bem a comédia com tensão, fazendo com que o leitor tema que a vida dos dois acabe antes que as coisas fiquem claras entre eles.

Em meio a um apocalipse zumbi, o covarde precisará não só aprender a decepar mortos-vivos, como também, colocar o medo de lado e declarar seu amor antes que ele se torne mais um figurante de um episódio de “The Walking Dead” providenciado pelo descongelamento de um príon.

Eu sempre gostei de histórias envolvendo o fim do mundo e também gosto muito de histórias de zumbi, mas nunca tinha lido ou assistido algo com personagens homossexuais, agradeço muito à J. Venegas Álvares por providenciar essa representatividade em um dos plots mais clássicos das histórias de terror, aliando isso à uma comédia muito bem dosada, tão divertida quanto assistir “Zumbilândia”, e uma escrita fluída e muito gostosa de acompanhar, o único defeito nessa história é que ela acaba, eu leria fácil mais 400 páginas de gays matando zumbis em um apocalipse!

Gostou das minhas impressões? Você pode adquirir “Nada é tão romântico quanto o fim do mundo” em formato digital pelo link do blog na Amazon (https://amzn.to/3buzoSm).

Quantos cafés “Nada é tão romântico quanto o fim do mundo” merece?

Um comentário sobre “CONTO: NADA É TÃO ROMÂNTICO QUANTO O FIM DO MUNDO – J. VENEGAS ÁLVARES

Deixe uma resposta para RODRIGO LUCAS Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.